segunda-feira, 31 de março de 2008

Composição do exército do Conde de Castro Marim 1808

As tropas do Conde de Castro Marim sairiam das suas respectivas praças em destacamentos e constituiriam duas colunas:

1) Dirigida pelo comandante do regimento de infantaria n.º 2, coronel António Hipólito da Costa, seguiria pela estrada de Almodôvar, constituída por:
-Regimento de Infantaria N.º 2
-5 Companhias do Regimento de Milícias de Lagos, comandadas pelo tenente-coronel António Lordelo de Vila Vicêncio,
-100 Homens das Ordenanças montadas de Silves sob o comando do major Oregório Nunes Duarte Machado
Foi constituída, ao todo, por 2.000 homens, tendo saído inicialmente de Lagos o Regimento de Infantaria N.º 2 com 1.020 homens e o Regimento de Milícias com 409

2) Comandada pelo próprio Conde de Castro Marim, segue pela estrada de Mértola constituída por:
-Regimento de Artilharia N.º2, que servia de infantaria, sob o comando do major Joaquim José da Cruz, junto do qual iam também alguns oficiais de milícias e voluntários-696
-Regimento de Infantaria N.º 14, comandado pelo coronel Rodrigo Vito Pereira da Silva-1253
-5 Companhias do Regimento de Milícias de Tavira, comandadas pelo tenente-coronel Manuel Marques Neves-264
-5 Companhias do Regimento de Milícias de Faro, sob o comando do tenente-coronel Diogo João -Mascarenhas Neto-249
- Milícias de Faro, 249
-Ordenanças montadas -100
Parque de Artilharia (4 peças e 1 obus ) comandado pelo capitão João Inácio de Sequeira e com a tropa de linha seguiam 6 peças de calibre 6 e 1 obus de 6 polegadas sob as ordens do coronel Alexandre Magno de Oliveira .
Na reserva seguiam ainda 4 peças.
O referido Parque era, portanto, constituído por 14 peças e 2 obuses.

No Alentejo o Exército do Conde de Castro Marim agregou ainda:
- Ordenanças
- Caçadores de Grândola
- Pequeno destacamento de Cavalaria N.º 3, de Beja.

Com pouco mais de uma centena de soldados de Artilharia Fixa de Vila Nova de Portimão e de Vila Real de Santo António, o chamado Exército do Algarve reuniu ao todo 4531 homens.

A missão do Exército do Algarve terminou a 24 de Setembro, começando a recolher aos quartéis, evacuando a margem esquerda do Tejo em direcção ao sul.

3 comentários:

efe disse...

Excelente blogue. Vinha indicar uma página de "O Portal da História", referente ao exército do Algarve, mas o servidor do referido site está em baixo, em todo o caso aqui fica o link: http://www.arqnet.pt/exercito/infantaria.html

Saúde.

efe disse...

Peço desculpa, o link indicado não trata do exército do Algarve mas da Infantaria Portuguesa em finais do Antigo Regime.

João Torres Centeno disse...

Obrigado pelo post.
A pagina indicada está nos links. Trata-se de uma pagina do Dr. Manuel Amaral cujo título é «O Exército Português em finais do Antigo Regime » É excelente, mas parece que está desactivada.