quarta-feira, 23 de abril de 2008

Dia do Livro e dos direitos de autor.

O Dia Internacional do Livro teve a sua origem na Catalunha.
A data começou a ser celebrada em 7 de Outubro de 1926, em comemoração ao nascimento de Miguel de Cervantes, escritor espanhol. O escritor e editor valenciano, estabelecido em Barcelona, Vicent Clavel Andrés, propôs este dia para a Câmara Oficial do Livro de Barcelona.
Em 6 de Fevereiro de 1926, o governo espanhol, presidido por Miguel Primo de Rivera, aceitou a data e o rei Afonso XIII assinou o decreto real que instituiu a Festa do Livro Espanhol.
No ano de 1930, a data comemorativa foi transferida para 23 de Abril, dia do falecimento de Cervantes.
Mais tarde, em 1995, a UNESCO instituiu 23 de Abril como o Dia Internacional do Livro e dos direitos dos autor, em virtude de a 23 de Abril se assinalar o falecimento ou nascimento de outros escritores, como Josep Pla, Miguel de Cervantes, Vladimir Nabokov e William Shakespeare.
No caso do escritor inglês, tal data não é precisa, pois que em Inglaterra, naquele tempo, ainda utilizava o calendário juliano, pelo que havia uma diferença de 10 dias apara o calendário gregoriano usado em Espanha. Assim Shakespeare faleceu efectivamente 10 dias depois de Cervantes.
Mais informações sobre o Dia Mundial do Livro no portal da Unesco.

Como homenagem ao Livro, aqui deixo a imagem do livro português mais vezes impresso e traduzido, obra de alguém que também foi um militar profissional: Luís Vaz de Camões.

2 comentários:

efe disse...

Em Lagos, a efeméride foi comemorada com a apresentação da única editora algarvia existente, na actualidade, e quatro das suas obras recém editadas.
Estão de parabéns os algarvios e os promotores que se lançaram em tamanha aventura.
http://gentesingular.pt/index.html

Continue a partilhar tão interessantes notas da nossa história, neste excelente blogue.
Abraço.
F.Castelo

João Torres Centeno disse...

Caro amigo.
Obrigado pelo comentário.
No dia do livro, eu fui fazer uma apresentação aos jovens na escola Gil Eanes. O tema foi livros e história. Gosto muito daquela escola, quer do corpo docente, quer dos alunos. Penso que é uma excelente escola e poderia ser melhor se fosse apoiada e acarinhada.